Onda Humanista #19

Como é habitual, o Parque Minho vai receber o Acampamento Humanista no mês de agosto.
Entre os dias 12 e 15 de agosto, vão decorrer atividades muito variadas.
Pode-se acampar no Parque ou simplesmente ir lá passar o dia, encontrar pessoas, conversas e oportunidades de reflexão e inspiração.
Oiça neste programa o que vamos fazer no acampamento.

Onda Humanista #18

Bem-vindos a mais uma emissão da Rádio Onda Humanista, onde partilhamos experiências que nos aproximam de nós mesmos e dos outros, com o intuito de fazer do mundo, um lugar mais humano.
Aqui olhamos para o que temos feito, desde a conscrução de mobiliário urbano para o jardim imaginário até à participação numa conferência sobre desarmamento nuclear e a marcha pelos direitos das mulheres: “Mexeu com uma, mexeu com todas”.
Vamos participar no dia 1 de julho num seminário de Psicofísica no Parque Minho e o jornal “Olhares da Areosa” vai nascer em breve. Todas as contribuições são bem vindas!
O “Muda de vida” convida-nos a aprofundar e desta vez a Filipa trouxe uma proposta sobre meditação, da qual resgatamos a frase de Silo: “Em muitos dias cheguei eu à luz, vindo das mais obscuras escuridões, guiado não por ensinamentos, mas por meditação”.

Onda Humanista #17

Como vivemos abril?
O primeiro Fórum Humanista de Vizinhos de 2017 realizou-se no dia da Liberdade, foi muito participado e lançaram-se propostas variadas para a zona da Areosa: horta urbana, mobiliário para o jardim imaginário, jornal “Olhares da Areosa”, grupo de teatro, Espaço Humanista das Crianças e seguimento da petição pela requalificação das ruas degradadas desta zona.
Recolhemos também as impressões de dois dias fantásticos passados no Parque Minho com o Ofício do Fogo e o seminário sobre o discurso “A Cura do Sofrimento”, a primeira alocução pública de Silo que deu origem ao Movimento Humanista em 1969.
Uma excerto deste discurso deu o mote para uma reflexão na rubrica “Muda de vida”, em que tentámos aprofundar sobre o desejo, a necessidade, o prazer e o sofrimento na sua relação com o sentido da nossa vida.
Finalmente, a rubrica “Recrear a educação” trouxe uma reportagem da Universidade do Porto sobre a semana “Dar voz ao autismo” dedicada à consciencialização para as questões do autismo, uma iniciativa inspiradora do Gabinete de apoio ao estudante com necessidades educativas especiais.

Fórum de vizinhos – fotos e projetos

No fórum de vizinhos formaram-se 3 grupos de trabalho com os seguintes temas:

  • horta comunitária e mobiliário para o jardim com materiais reciclados;
  • jornal local, programa de rádio e teatro;
  • ofício do fogo e petição sobre as ruas “Areosas”.

O primeiro grupo vai tentar arranjar paletes para fazer bancos e para apoiar a implantação da horta. As ações preparatórias decorrerão durante o mês de maio e espera-se que no fim desse mês já se possa trabalhar no terreno.

O grupo dedicado ao jornal, rádio e teatro marcou um encontro no dia 1 de maio para começar a preparar o projeto do jornal, aproveitando a gravação do Onda Humanista. A proposta de se criar um grupo de teatro foi apresentada no fórum e já se conseguiu um local para os ensaios.

No terceiro grupo trataram-se dois temas. Sobre o ofício do fogo falou-se das atividades do próximo fim de semana. Quanto à situação das ruas elaborou-se uma carta a enviar para C.M.P com o intuito de nos inteirarmos da situação do processo.

Para tudo isto é precisa muita ajuda! Contacta-nos para participar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fórum de vizinhos no dia da liberdade

cartaz/conviteO próximo Fórum Humanista de Vizinhos irá realizar-se num dia muito especial: 25 de abril.

Nada melhor do que um encontro de vizinhos para celebrar a democracia, que se quer direta, verdadeira, participativa. Será no Jardim Imaginário, na Rua Eduardo Santos Silva, Areosa.

Nos fóruns humanistas todos são convidados a participar, pois o seu valor principal é a diversidade: diversidade de ideias, crenças, modos de ver o mundo.

Como mudar as condições de vida no sítio onde vivo, quer as condições materiais, concretas, quer as condições afetivas, comunicativas? Qual o meu contributo para essa mudança? Como melhorar as condições de segurança do Parque Infantil? Como implementar a agricultura comunitária no Jardim Imaginário? Como ajudar a que os jovens se integrem nas atividades? Como estabelecer pontes de comunicação entre as pessoas?

Nos fóruns temos tentado responder a questões como estas lançando muitas ações que temos realizado em conjunto.